Declaração da Missão

Nós, Irmãs da Santa Cruz de todo o mundo, somos chamadas a participar da missão profética de Jesus de testemunhar o amor de Deus por toda a criação.

A compaixão nos leva a refletir sobre os sinais dos tempos, discernir necessidades e a responder. Nós nos posicionamos em solidariedade aos pobres e sem poder.

Nossa vida conjunta nos enriquece e fortalece para promover-mos comunidade onde quer que estejamos.

 

“A parábola da Semente, que é a Palavra a ser plantada... é uma parábola sobre corações –
corações abertos, corações fechados, corações parcialmente abertos e parcialmente fechados.
Ela fala do meu coração, do seu coração, dos corações das pessoas nos quais
a Palavra busca ser plantada. Ela encontrará a possibilidade de germinar
e se nutrir no coração daquele(a) que a recebe, de forma a produzir frutos?”

- Reflexão do Capítulo feita pela Irmã Mary Renu Samadder, CSC

 

“Nós devemos ser o fermento que transforma toda a massa,
que acredita radicalmente na Palavra de Jesus. Nós devemos ser o fogo que dá testemunho da presença de Deus em meio ao seu povo neste planeta; o fogo que nutre a Esperança dos pobres e dos humildes”. Fogo aquele que ilumina o Caminho,
Fogo que é o calor humano das boas-vindas, Fogo que é fome e sede de justiça, Fogo que é saber como dar vida ao outro, Fogo que é sermos Irmãs da Santa Cruz.
- Reflexão do Capítulo feita pela Irmã Anne Veronica Horner Hoe, CSC